sexta-feira, março 02, 2012

Crítica sobre o show de Melbourne

Confira uma boa crítica do site NovaFM sobre o show em Melbourne.


Taylor Momsen vale a pena todo o hype.

Estrela da TV virou uma deusa grunge Taylor Momsen superou todas as expectativas durante seu show esgotado em Sidewave Melbourne.

Em frente de uma multidão,  no Teatro Thornbury, Momsen provou que não é apenas mais uma atriz run-of-   que trocou o tempo de tela para o inferno dos palcos.
A celebridade provou que ela vale a pena todo o alarido que a mídia faz sobre ela, ela é forte, misteriosa, apaixonada, corajosa e sem medo.
Momsen, que interpretou a personagem Jenny uma garota do Brooklyn no seriado de sucesso Gossip Girl, apresenta o talento musical que é cru, não transformada oque é muito raro na indústria de hoje.

Seus vocais - que lembram gravemente de umas das mais valiosas, Courtney Love, com uma pitada de  Debbie Harry do Blondie - coloca toda uma legião de estrelas pop a vergonha.

Tanto quanto Momsen tenta separar e fugir do mundo da TV, depois de ver o seu desempenho no palco ontem à noite, é claro que ela simplesmente não pode deixar de ser atriz. E ela não deveria tentar.

Ser um grande músico hoje em dia não é apenas ter uma grande voz ou uma aptidão para a composição. Trata-se de todo o pacote, o que você oferece no palco, o que você oferece para fora do palco, o seu carisma, sua polêmica e, claro, o seu nível de intriga. E Momsen é o negócio real.

Ela saiu em todas as capas de revistas, serve-se continuamente o comportamento ousado e chocante para os jornalistas ávidos por manter seus dentes e tem a capacidade de penetrar tão profundamente com seus vocais que se você não tiver cuidado, ela só poderia tirar o fôlego.

Para completar tudo isso, ela tem apenas 18 anos. Quando Momsen começou escrevendo músicas, a maioria das crianças de sua idade estavam brincando com bonecas Barbie.

Crescendo como uma estrela infantil, acumulando anos de tempo de tela debaixo de suas ligas, equipou Momsen com um conjunto de habilidades de palco que garantiram e cativaram seus fãs Melbourne  e engajada da faixa de abertura para a direita através de encore.

Suas intensas expressões faciais, seus movimentos cuidadosamente coordenados que coincidiam com dedilhados de violão e até mesmo a fricção questionável, deslizando e deslizando para cima e para baixo encostando em seus companheiros de banda faz o estádio ver que todo mundo está viciado desde do início ao fim.


Em pelo menos oito ocasiões durante o show, Momsen apontou o microfone para a multidão, e eles gritavam de volta todas as letras,ela estava ansiando para ouvir.

Destaque faixas incluem "My Medicine", "Going Down", "Just Tonight" e, claro, houve um grande avanço da banda, "Make Me Wanna Die".

Apesar do sucesso The Pretty  Reckless alcançou nos Estados Unidos e no Reino Unido - turnê com o Evanescence e Marilyn Manson são muito boas indicações da direção que estamos indo no exterior - Momsen parecia genuinamente grato de estar tocando para uma sala cheia de moradores de Melbourne.

Se o comportamento de Momsen  no palco é bom ou ruim, imprudente ou conservador, ou maldito direito confuso e fora de controle, quando um jovem artista tem tanto talento bruto, como ela faz, eles devem ser capazes de se comportar da maldita  forma  que querem. Todas as fofocas, boatos, notícias tornam-se irrelevantes quando essa garota pega o microfone.
Traduzido por:Lais
Favor Creditar a equipe The Pretty Reckless BR

2 comentários:

  1. Colocou pra fude!!! Adoroooo =))) Taylor é du caralho!! em um bom sentido né ^.^

    ResponderExcluir